Contato

Sobre

O site partiu de uma iniciativa particular de Fabio Roberto, Trollerio e fã da marca, nosso site tem objetivo de facilitar a manutenção do seu Troller, reunindo em um só lugar tudo sobre o Troller e seus componentes além de matérias com  dicas de manutenção.  

Algumas marcas que aparecem em nosso site são amigos que apoiaram a iniciativa e contribuem com conteúdo ou respondendo questionamentos e dúvidas diariamente.

Ajude a divulgar

Cole um adesivo, conte para um amigo, apoie essa iniciativa.

BOMBA INJETORA - BOMBA VE BOSCH

BOMBA INJETORA TROLLER

Bomba Injetora

Número Bosch -  0 460 424 216

Número designação técnica - VE4/12F1800R882

Conjunto Injetor

Número Bosch 0 432 193 566  

Número designação técnica KBAL85P6
Bico 

Número Bosch 2 437 010 120
Número designação técnica DSLA145P975

Pressão

221 bar

Data de Aplicação

10/01 → 08/05

Revisão de Bomba

100.000 km

INJEÇÃO DE DIESEL - Funcionamento

O sistema de injeção alimenta o motor Diesel com combustível. Para que isso ocorra, a bomba injetora produz a pressão necessária à injeção. O combustível é enviado ao bico injetor por meio do tubo de pressão e injetado na câmara de combustão.

 

O sistema de injeção envolve ainda: tanque de combustível, filtro de combustível, bomba alimentadora de combustível, bico injetor, tubos de pressão, regulagem de rotação e regulagem do início da injeção (quando necessária).

Os processos de combustão no motor Diesel dependem principalmente da quantidade e da maneira como o combustível é levado para a câmara de combustão. Os principais critérios são:

-> Ponto e duração da injeção
-> Distribuição do combustível na câmara de combustão
-> Ponto de início da combustão
-> Quantidade de combustível injetado por grau do ângulo de manivela
-> Volume total de combustível injetado de acordo com a carga do motor

Para o perfeito funcionamento do motor Diesel, é necessário otimizar a combinação desses
fatores de influência.

INJEÇÃO DE DIESEL - Tipos de Bombas Injetoras

As bombas injetoras foram aperfeiçoadas cada vez mais para as diversas aplicações na área da injeção Diesel. Os seguintes sistemas de injeção correspondem aos atuais níveis tecnológicos.

 

-> Bomba injetora em linha (PE) com regulador mecânico ou eletrônico e, quando necessário, avanço de injeção;

-> Bomba injetora em linha com bucha deslizante (PE) com regulador eletrônico, na qual o início da injeção pode ser modificado livremente mesmo sem avanço de injeção;
-> Bomba injetora monocilíndrica (PF);
-> Bomba distribuidora (VE) com regulador mecânico ou eletrônico e avanço de injeção integrado;
-> Bomba distribuidora de pistões radiais (VR);
-> Sistema de pressão modulada Common Rail (CR);
-> Conjunto UIS;
-> Conjunto UPS.

BOMBA VE BOSCH- Presente no Troller 2.8

Sistema de injeção de bomba distribuidora
com regulagem mecânica
1. Tanque de combustível
2. Filtro de combustível
3. Bomba distribuidora
4. Porta-injetor com bico injetor
5. Retorno do combustível
6. Vela aquecedora de pino (GSK)
7. Bateria
8. Chave de ignição
9. Temporizador de preaquecimento (GZS)

A Bomba VE é composta por vários sistemas integrados em sua carcaça. Novos componentes foram agregados ao seu sistema básico ao longo do tempo, com a finalidade de melhorar o torque, reduzir a emissão de poluentes, tornar mais eficiente a partida a frio e garantir maior segurança. Tais fatores dependem da aplicação ou até mesmo do país onde o veículo será utilizado.

BOMBA VE BOSCH- Componentes

Localização dos componentes:


1. Válvula reguladora de pressão


2. Grupo do regulador


3. Estrangulador


4. Corpo do distribuidor com bomba de alta pressão


5. Bomba alimentadora


6. Regulador de injeção


7. Came de comando 

8. Válvula eletromagnética de parada (ELAB)

1. Bomba alimentadora com válvula reguladora de pressão: aspira combustível e produz pressão na
câmara interna da bomba
2. Bomba de alta pressão com distribuidor: produz pressão de injeção, alimenta e distribui
combustível
3. Regulador mecânico de rotação: faz a regulagem da rotação, modifica o volume de débito por meio do
dispositivo de regulagem na faixa de regulagem
4. Válvula eletromagnética de parada (ELAB): interrompe o débito de combustível
5. Avanço de injeção: regula o início da injeção dependendo da rotação e, em parte, da carga.

BOMBA VE BOSCH- Bomba Alimentadora

É montada no eixo de acionamento, sendo parafusada na carcaça da bomba. Sua função é aspirar o
combustível do tanque, produzindo uma pressão suficiente na câmara interna da bomba distribuidora.
Funcionamento 

A bomba é acionada com a rotação do eixo de comando das válvulas, por meio de uma correia dentada ou engrenagem.
O eixo de acionamento gira e faz girar o disco de palhetas, o qual é fixado pela chaveta. Com isso, é gerada uma força centrífuga que empurra as palhetas para fora. 
As palhetas acompanham as paredes internas do anel excêntrico, puxando e comprimindo o Diesel que vem do tanque e entra na câmara da carcaça, conhecida como “salsicha”. O Diesel é comprimido até atingir a outra câmara da carcaça, conhecida como “rim”, e é injetado na câmara de baixa pressão da bomba.
E A pressão no interior da bomba é proporcional à rotação E O sentido de giro da bomba depende do motor e a sua rotação é sempre a metade da rotação do motor

BOMBA VE BOSCH- Bomba de Alta Pressão

Sua função é gerar a alta pressão necessária à injeção e distribuir o combustível para as câmaras de
combustão do motor.
Funcionamento
O pistão distribuidor executa um movimento rotativo e axial (vai-e-vem). Quando o pistão retorna ao PMI
(ponto morto inferior) libera a entrada do Diesel na câmara de alta pressão através de um dos rasgos
de alimentação. O pistão distribuidor avança, comprimindo o combustível na câmara de alta
pressão até atingir o PMS (ponto morto superior), enviando o combustível para um dos cilindros do
motor, através do porta-válvula.

BOMBA VE BOSCH- Dispositivo de Parada

Sua função é cortar a passagem do combustível para dentro da câmara de alta pressão da bomba.
Opcionalmente, a bomba distribuidora pode ser equipada com um dispositivo mecânico de parada, que
funciona com uma alavanca estranguladora acionada pelo motorista.
Funcionamento
O dispositivo de parada da bomba VE é acionado com a corrente elétrica, quando o motorista gira a chave de ignição. O êmbolo sobe, liberando a passagem do combustível para dentro da câmara de alta pressão. Quando a chave é girada na ignição cortando a corrente elétrica, a mola empurra o êmbolo para baixo, fechando a passagem de Diesel para dentro da câmara de alta pressão. Devido ao seu princípio de trabalho de auto-ignição, o motor Diesel pode ser parado com a interrupção da alimentação de combustível.

BOMBA VE BOSCH- Bomba distribuidora com avanço de injeção

Embora o combustível seja injetado em alta velocidade, em elevadas rotações a injeção sofre um atraso. Um dos motivos é a dimensão da tubulação.
Como a velocidade de queima do combustível no motor é constante e é necessário um período de tempo
para que o combustível e o ar formem uma mistura inflamável, isso poderia causar perda de potência em altas rotações e o combustível não queimaria totalmente, produzindo fumaça.
Para impedir esse atraso, o avanço de injeção antecipa o momento da injeção.

Funcionamento
Quando a rotação aumenta, cresce também a pressão interna da bomba. O pistão de avanço é empurrado para a frente, vencendo a força da mola, deslocando todo o conjunto. Com isso, avança-se a posição dos roletes em relação aos ressaltos da pista do came de comando.

BOMBA VE BOSCH- Regulagem da Pressão

O combustível é injetado para o interior da bomba, a cada giro do eixo de acionamento. Quanto maior a
rotação, maior será a quantidade de Diesel injetado no interior da bomba distribuidora.
Como o volume de combustível que entra na bomba é maior que o volume injetado no motor, é necessário
liberar o excesso, caso contrário a bomba acabaria estourando.

Válvula reguladora de pressão


A pressão interna da bomba aumenta, vencendo a tensão da mola, empurrando o êmbolo para cima, liberando a passagem para que o Diesel retorne à entrada de combustível da bomba.


A pressão no interior da bomba distribuidora aumenta gradativamente e é regulada pela válvula reguladora de pressão, para conseguir uma pressão proporcional à rotação.

Estrangulador de retorno


A maior parte do volume de combustível que entra na bomba distribuidora retorna ao lado de aspiração através da válvula de regulagem de pressão.


O restante do combustível flui para o interior da bomba injetora e é enviado aos porta-injetores ou retorna ao reservatório de combustível por meio do parafuso oco, garantindo assim arrefecimento da bomba e sangria constante.

Bomba Rotativa VE

MANUTENÇÃP / REVISÃO Bomba Injetora Troller

Segundo manual do proprietário Troller é necessário uma revisão geral na bomba injetora a cada 100.000 km, consiste basicamente na troca de todos reparos da bomba, como anéis de vedação, juntas, proteções, arruelas e no caso de uma manutenção mais completa troca de pinos, molas, discos e peças de desgaste do LDA, além da aferição conforme padrões originais do fabricante. Um bom bombista consegue avaliar as peças a serem trocadas, mas a Bosch tem alguns kits de reparos que apresentamos abaixo.

Jogo de Reparo Bomba Injetora VE  - N° de Tipo 1 467 010 059

Jogo de Reparo Bomba Injetora VE  + LDA  - N° de Tipo 1 467 010 467

logo T4 CLUBE BRASIL.png