• Fabio Roberto - @t4zeroum

Filtro do Líquido de Arrefecimento


Enquanto a filtragem de óleo do motor ou mesmo do óleo combustível faz todo sentido, a filtragem do liquido de arrefecimento ainda gera algum espanto ou indignação para grande maioria. Afinal qual a real necessidade de se filtrar o liquido de arrefecimento?


Geralmente sempre trocamos todo liquido em um determinado período conforme manual do motor, porém, mesmo trocando o liquido é impossível remover todos contaminantes que ficam presos nas partes internas do motor, mangueiras, radiador e reservatório. Em alguns casos além dos contaminantes existem sobras da fundição como areia, esse foi uns dos principais problemas que desencadeou a utilização desse tipo de filtro em veículos leves como caminhonetes.

Uma série de problemas aconteceu decorrente da falha na junta do cabeçote no motor 6.0 L Ford F-250 (EUA), os problemas foram associadas a areia que desprendia internamente do bloco e se acumulava nos trocadores de calor, dificultando a troca térmica e causando super aquecimento, esse problema que foi facilmente resolvido com a instalação de um simples filtro.


Aqui você pode ver a areia de fundição de dentro do motor na mangueira de radiador inferior em um 6.0 powerstroke

Acima é possível observar a areia de fundição de dentro do motor na mangueira de radiador inferior em um 6.0L powerstroke.

Esses contaminantes podem ser facilmente visualizados na troca do reservatório de expansão, com pouco tempo de uso já irá mostrar manchas e pequenos sedimentos em suas partes internas. Abaixo reservatório novo após um mês de uso, liquido de arrefecimento trocado periodicamente sempre conforme manual.


Reservatório de expansão Troller com 1 mês de uso

Os sedimentos tendem a deteriorar gradativamente as partes internas do motor, radiador, bomba d`água, juntas e outros componentes que tem contato direto com o liquido de arrefecimento. Claro que devemos considerar que a grande maioria dos veículos não possui esse filtro e rodam centenas de milhares de quilômetros, mas acredito que pelo custo do filtro, tempo e facilidade na instalação vale a pena saber que existe essa possibilidade, sem prejudicar seu sistema original, podendo aumentar o intervalo de trocas do liquido de arrefecimento e prolongar a vida útil de alguns componentes como a bomba d`água.

Todos os filtros existentes para essa aplicação funcionam com sistema by-pass, ou seja, ele é de fluxo parcial, apenas parte do fluido de arrefecimento vai passar dentro do filtro, cerca de 10% ou menos, devido as característica de instalação e produto que tem um orifício de passagem reduzido.

Imagens retiradas de fóruns pelo mundo onde é possivel observar a retirada de material sólido do sistema de arrefecimento.

É importante saber que existem basicamente 4 tipos de filtros de liquido de arrefecimento, são eles:

* O filtro de pré-carga que contém aditivo solido interno SCA ( Supplemental Coolant Additive) suficiente para carregar inicialmente o sistema de arrefecimento e permitir a redução do primeiro intervalo de manutenção.

* Os filtros rotativos de carga padrão que contêm aditivo solido (SCA) adequado para manter os sistemas de refrigeração entre os intervalos de manutenção.

* Filtros com de liberação lenta, que liberam pequenas quantidades de aditivo solido no sistema ao longo de um período de tempo para manter níveis adequados de qualidade do fluido.

Esses três primeiros são para utilização em caminhões e grandes motores estacionários, portanto não recomendado para utilização em motores diesel menores, salvo onde recomendado pelo fabricante.

* Filtros simples que não contêm aditivo químico solido interno e podem ser usados ​​para sistemas de refrigeração mantidos por aditivo líquido, que é o utilizado em nossos sistemas de arrefecimento padrão.

Abaixo a lista de referenciaia de filtros SEM aditivo interno para utilização no sistema de arrefecimento.

ORIGINAL / PART NUMBER : 7025830 HENGST H35WF

MANN WA940/18

DONALDSON P554685

FLEETGUARD WF2077

SAMPIYON CS1486S

WIX 24070

BALDWIN B5134

Alguns exemplos de aplicação original dos filtros acima: Caterpillar 9Y4528; Cummins 3300721; Ford E7NN-8A469-AA; GMC 25010844; Hino 16304-41015; John Deere RE11992

Todos modelos acima são compatíveis e possuem as mesmas dimensões, são elas:

Maior Diâmetro 96 mm. Altura total: 138 mm Tamanho da rosca: 11/16 - 16 UN-2B Filtro Sem Aditivo Químico

O Cabeçote é possivel encontrar em site gringos procurando por : WIX Filters Remote Coolant Filter Mounts 24019

A instalação é feita por um sistema de by-pass, ou seja, é um desvio na tubulação principal que faz o parte do fluido passar pelo filtro e retornar a mesma tubulação ou a tubulação de retorno dependendo da forma de instalação. Existem diversas opções de instalação, todas no mesmo conceito do by-pass.

O filtro possui uma restrição na passagem que dificulta grandes vazões, específico para esse tipo de aplicação.

Algumas opções para entrada:

Linha de entrada do sistema de aquecimento da cabine;

Linha de saída do reservatório de expansão;

Cabeçote do radiador;

Conexão próximo a bomba d`água.

Algumas opções para retorno:

Linha de saída do sistema de aquecimento da cabine;

Linha de retorno do radiador para reservatório de expansão;

O tipo de instalação mais adequada vai depender do espaço disponivel e tipo do motor, abaixo algumas opções:



Abaixo o processo que utilizei, devido a dificuldade de encontrar um cabeçote com rosca 11/16, optei por usinar um e fixar através de uma chapa dobrada, bem simples e pratico. esse filtro da foto ainda não é o correto mas serviu como referência.


O suporte foi fixado na fibra através de dois parafusos passantes e uma chapa pelo lado externo.


Conexão com diâmetro externo 19 mm usinada para encaixe na mangueira de saída de água do reservatório de expansão.


Adaptação na mangueira de saída de água, pode ser colocado em qualquer local da mangueira.


Tee na mangueira de retorno de água.


A instalação finalizada, tipo by-pass.