Contato

Sobre

O site partiu de uma iniciativa particular de Fabio Roberto, Trollerio e fã da marca, nosso site tem objetivo de facilitar a manutenção do seu Troller, reunindo em um só lugar tudo sobre o Troller e seus componentes além de matérias com  dicas de manutenção.  

Algumas marcas que aparecem em nosso site são amigos que apoiaram a iniciativa e contribuem com conteúdo ou respondendo questionamentos e dúvidas diariamente.

Ajude a divulgar

Cole um adesivo, conte para um amigo, apoie essa iniciativa.

Bebidas Alcoólicas
Resista à tentação de tomar qualquer bebida com dosagem alcoólica enquanto dirige, a maioria dos acidentes em trilha acontece com envolvimento de dosagem alcoólica acima do permitido. Respeite seus amigos, companheiros de aventuras e seus entes queridos, deixe para comemorar seu grande dia de off-road quando não for mais dirigir.

Antes da aventura
Veja mais algumas dicas importantes antes de sair para sua próxima aventura.
• Pesquise sobre a trilha e a região que vai visitar. Verifique com quem já esteve no local qual é o grau de dificuldade do trecho.
Uma aventura deve ser bem planejada, mesmo que seja para apenas um dia, do contrário você pode acabar pernoitando na trilha em algum atoleiro mais complicado do imaginava.
• Revise o veículo, não deixe para ter certeza de algo estava errado quando estiver no meio de alguma trilha. Mantenha a manutenção em dia e garanta seu retorno para casa depois de todos os desafios vencidos.
• Leve seu kit de resgate e apetrechos diversos para desatolar o carro em qualquer situação.
• Prepare um lanche reforçado para durar o dia todo, não se esqueça de levar muita água potável, sucos e refrigerantes.
• Coloque suas ferramentas no carro, um kit básico ajuda muito em qualquer imprevisto.
• Evite sair sozinho. Combine a aventura com seus amigos em outros veículos, estando em grupo é mais seguro viajar e sair dos obstáculos mais complicados.
• Avise amigos ou parentes para onde está indo e o prazo para retornar, isto ajuda muito quando algum imprevisto o deixa preso em um lugar remoto. Será mais fácil lhe ajudar com o resgate nestas ocasiões.

Dica: 15 Dicas para sua Aventura Off Road

Condução 4x4
A arte da condução off-road responsável exige que o motorista conheça seu veículo e suas reações, tenha perfeita noção do terreno logo à frente e saiba identificar uma potencial situação de risco. Antes de abordar um obstáculo mais difícil é recomendável que você estacione e faça uma inspeção à pé, para descobrir a melhor maneira de transpor aquele trecho. Procure a alternativa segura e caso haja muita dificuldade, tente amenizar o problema preparando o terreno para seu Troller abordar com segurança.
A seguir você poderá conferir uma série de dicas sobre condução em terrenos diversos. Mas a experiência e a responsabilidade irão nortear seu sucesso em cada aventura off-road com seu Troller.

Segurando o volante
Mantenha os braços em posição “dez para as duas”. Não há necessidade de segurar nem muito forte e nem folgado demais, apenas firme. Não envolva o volante com os polegares, deixe-os apoiados no mesmo, pois um movimento brusco provocado por uma pedra ou saliência no solo, poderá girar o volante com
violência, machucando o dedo polegar, torcendo o braço, ou até mesmo quebrando-o.
Evite também colocar a mão por dentro do volante para manobras em trilhas, pelos mesmos motivos. Lembre-se: nem tudo que se faz dirigindo na cidade funciona em off-road.

Tipos de obstáculos
Aclive: Para subir rampas acione a tração 4x4 reduzida, 4x4L. Pode-se usar desde a primeira até a terceira marcha, cada tipo de piso irá exigir uma tomada de decisão diferente.

O uso de uma marcha mais solta como a segunda ou terceira, lhe dará mais margem para redução caso perca embalo e precise de mais potência durante a abordagem.
Independente do tamanho da rampa, tipo de terreno (solo firme, lama ou dunas), inclinação ou grau de dificuldade, a abordagem deve ser sempre feita em linha reta com o topo. Inicie o deslocamento com um pouco de embalo. Mantenha o pé no acelerador e o motor em alta rotação, não fique com o pé no pedal
de embreagem durante a subida. Se sentir que pode perder aderência, gire rapidamente o volante para a esquerda e direita e não tire o veículo da linha reta para o topo. Jamais suba em ângulo com o final do percurso, se o Troller escorregar para o lado pode ficar difícil retomar o controle da direção. Se começar a sair de lado, freie rapidamente, engate a marcha à ré e solte os dois pedais recolocando o veículo em linha reta até o ponto de partida, não pise no pedal de embreagem. Se precisar segurar o veículo acione o freio de forma cadenciada,
não trave as rodas e deixe o motor ajudar a fazer o trabalho de frenagem. Se os pneus começam a deslizar sem tração, acelere para recuperar o controle da descida.
Se a abordagem foi bem sucedida, reduza a velocidade quando estiver próximo do final da subida, até parar no topo. Não tente levantar vôo com seu veículo, o impacto com o solo pode danificar os seguintes itens: chassis, carcaça do diferencial dianteiro, freios e suspensão.
Para subidas íngremes com rochas a manobra vai exigir baixas velocidades e a primeira marcha reduzida. O terreno oferece grande atrito e não haverá necessidade de embalo para subir.
Como o veículo vai chacoalhar para todos os lados é fundamental a baixa velocidade, para manter os pneus o máximo possível em contato com o terreno.

DICA: desligue o ar condicionado para abordagem de rampas, a potência extra pode fazer a diferença para alcançar o topo.

Declive
Em descida íngreme o uso de pontos de apoio para os pneus, como uma vala ou pedras lavadas pela chuva e que ficam afloradas no piso irregular, poderá ajudar a manter o Troller com atrito suficiente para descer na direção correta morro abaixo. 
Em terreno lamacento ou liso por pedras soltas, grama ou areia, um simples escorregão poderá fazer o veículo ficar atravessado na trilha ou deslizar com a possível perda de controle. Nestes casos é preciso preparar o terreno e cavar duas canaletas que possam guiar os pneus na direção desejada.
Para descer você vai usar as marchas reduzidas (4x4L) para o máximo freio-motor, desta forma usará menos o sistema de freio e garantirá mais controle da direção. Mas a escolha de uma marcha extremamente reduzida pode provocar outro problema, que é o travamento das rodas, resultando no mesmo efeito de se frear com
força e fazendo o veículo deslizar. Então, escolha a marcha que proporciona tração e controle, podendo ser a primeira ou segunda, e em certos casos até a terceira reduzida.
Posicione o veículo em linha reta com a descida e alinhe o volante. Comece a descer e fique atento para o comportamento de seu Troller. Se começar a sair de lado, é sinal de que precisa de um
pouco mais de velocidade. Acelere com pulsadas rápidas para recuperar o controle da direção. Se pisar no freio com muita força os pneus vão escorregar, podendo fazer o veículo atravessar de lado, inclusive se inclinar perigosamente. Não pise na embreagem durante a descida, o veículo ficará sem controle e descerá em
alta velocidade.

Areia
Para atravessar terrenos arenosos, engate as rodas-livres e a tração 4x4 sempre antes de enfrentar o trecho. A marcha ideal depende muito do tipo de areia que terá pela frente, podendo usar desde a segunda até a quinta reduzida. Em situações de média dificuldade você poderá até andar em 4x4 alta (4x4H), usando a primeira marcha ou a segunda.
A vantagem das marchas reduzidas (4x4L) é poder usar uma gama maior de marchas, indo até a quinta por exemplo e quando um trecho mais pesado surgir, será fácil descer para marchas mais fortes indo até a primeira reduzida, alternativa que em 4x4H não será possível.
A experiência irá lhe mostrar a melhor solução para cada local. Reduza a pressão dos pneus conforme o tópico “Pneus”. Para areia o Troller precisa de toda a flutuação possível, e isto pode ser conseguido com pneus do tipo AT - All Terrain, como o Wrangler SR/A, o AT/S ou, ainda, o RT/S. Entre no trecho com segunda reduzida e embalo suficiente para
passar às marchas mais altas assim que possível. Segure o volante com firmeza e mantenha a aceleração constante. Se
precisar parar não pise no pedal de freio com força, faça-o com suavidade ou faça melhor: tire o pé do acelerador e desengate a marcha, deixando que a resistência da areia segure o Troller até parar. Frear com violência trava as rodas e enterra os pneus na areia, que terão dificuldade em subir esses pequenos montes para seguir adiante.
Se atolar, tente primeiro mover o Troller com uma arrancada suave, se precisar dê uma ligeira marcha à ré e em seguida engate uma segunda reduzida. Faça isso com destreza, até criar um suave balanço que embalará o veículo por cima da areia fofa, iniciando o movimento para se livrar do problema. Quando sair engate uma marcha adiante e ganhe velocidade. 

Se não houver resultado alivie o peso do veículo e comece a cavar atrás de todas as rodas, sair de ré será mais fácil. Retire a areia que está travando diferenciais e chassi. Faça uma rampa suave para que os pneus iniciem o deslocamento e coloque uma superfície firme embaixo de cada pneu, como pranchas de alumínio, tapetes do veículo ou folhagens encontradas nas redondezas. Não retire vegetação viva, use o que estiver caído pelo chão.
Engate a marcha à ré e acelere suavemente tentado mover o Troller para cima da superfície firme colocada em frente aos pneus. Se houver pessoas ao redor, ou outro veículo de apoio, eles devem puxar seu veículo para ajudar a dar o embalo inicial. Ao sair, não pare até encontrar terreno firme, do contrário é hora de começar tudo de novo.
Para andar em praias pesquise o horário das marés e outras informações que podem ser cruciais em uma incursão litorânea, como pontos que são armadilhas onde se pode encalhar com facilidade. Estando em comboio, trabalhe em equipe engatando o veículo em tudo o que estiver ao alcance, para retirá-lo o mais breve possível do atoleiro.

DICA: Verifique as normas locais e circule com seu Troller apenas onde é permitido, e na velocidade recomendada.
DICA: Não ande com seu Troller na água do mar, isto é altamente prejudicial para as partes metálicas, componentes de borracha da suspensão e circuitos elétricos.

Páginas

1 - 2 - 3 - 4 - 5

logo T4 CLUBE BRASIL.png