• Fabio Roberto - @t4zeroum

Diesel S-10 - Como Surge Água no óleo Diesel


O Diesel S-10 apareceu nas bombas a partir de janeiro de 2013, possui teor máximo de enxofre de 10mg/kg ou ppm (partes por milhão), foi desenvolvido para atender as exigências dos novos motores a diesel projetados para emitirem menores teores de material particulado.

Além do baixo teor de enxofre, esse combustível tem alto número de cetano (48 no mínimo), uma faixa estreita de variação da massa específica (820 a 850 kg/m³) e uma curva de destilação com a temperatura dos 95% evaporados de no máximo 370ºC. Essas propriedades também conferem benefícios na combustão e na partida a frio dos motores.

O diesel S-10 é mais sensível aos contaminantes isso faz com que a procedência, cuidados no manuseio, transporte e armazenamento tenha grande influência na qualidade final do óleo diesel S-10 que vai parar no tanque do seu veículo (Troller T4).


A água está sempre presente no óleo diesel, podendo existir em quantidades maiores ou menores e em diferentes formas: água dissolvida, água livre ou água emulsificada.

COMO ÁGUA SURGE NO ÓLEO DIESEL

Água pode aparecer no tanque a partir do recebimento de um novo estoque de óleo diesel, seja na forma de água livre, dispersa, em emulsão e/ou solúvel. Quando o óleo diesel se apresenta turvo é porque contém gotas de água muito pequenas. Elas não sedimentam e dão aspecto turvo ao combustível. Até uma muito pequena contaminação do óleo diesel com substância surfactante (sabões ou detergentes) tem o poder de fazer com que gotas de água muito pequenas fiquem dispersas no óleo, causando turvação no combustível.

Água surge continuamente nos estoques de óleo diesel, noite e dia, a partir da condensação da umidade do ar que entra no tanque pelo bocal de “respiração”. Desde uma refinaria até o cliente consumidor, o óleo diesel passa por 4 a 8 tanques e todos esses tanques têm a possibilidade de conter alguma água. Considerando, no entanto, que a quantidade de umidade contida no ar é pequena e que a água que ficará capturada no tanque a partir da condensação será somente uma parcela da umidade do ar, não seria razoável esperar uma grande quantidade de água depositada no fundo do tanque resultante da umidade do ar.

Outros fatores envolvidos na condensação de água do ar são as diferenças de temperatura e pressões parciais entre o meio ambiente externo ao tanque e esses mesmos parâmetros no interior do tanque. Mesmo o grau de secagem que o óleo diesel tenha alcançado na refinaria poderá mascarar parcialmente o efeito da condensação da umidade do ar, isto é, se o óleo diesel estiver muito seco ele absorverá total ou parcialmente a água originada da umidade do ar.


CRISTAL DE PARAFINA

É importante saber distinguir cristais de parafina no óleo diesel da turbidez resultante da presença de água. Para fazer essa distinção deve ser levada em conta a temperatura do ponto de entupimento de filtro a frio (CFPP) do óleo diesel. Seu valor é expresso em graus Celsius e faz parte do certificado de ensaio fornecido na origem pela Petrobras. No caso de o óleo diesel ficar submetido a uma temperatura ambiente menor que a temperatura de CFPP e esse óleo diesel dentro do tanque ou dentro do sistema de combustível do motor atingir essa temperatura ambiente, uma turvação poderá acontecer.

Essa turvação tem grande chance de ser resultante da presença de cristais de parafina. Os cristais surgem porque as moléculas de parafina de mais alto ponto de fusão presentes no combustível teriam passado do estado líquido para o estado sólido devido à temperatura estar menor que a sua temperatura de fusão. Essa é uma importante razão para que estoques de óleo diesel adquiridos durante os meses mais quentes do ano não sejam mantidos estocados para serem consumidos durante as épocas mais frias do ano. Isso se explica porque a temperatura de CFPP do óleo diesel produzido durante os meses quentes é bem maior do que as temperaturas desse parâmetro do óleo diesel produzido durante os meses de baixa temperatura ambiente. E deve ser notado também que a temperatura de CFPP de um óleo diesel produzido para consumo nas regiões norte e nordeste do Brasil é sempre maior que a mesma propriedade de um óleo diesel produzido para consumo na região sul do País. Os cristais de parafina podem causar rápida saturação de um elemento filtrante, assim como qualquer outra sujeira.

PREJUÍZO CAUSADO PELA ÁGUA

Água no fundo do tanque de óleo diesel tem o potencial de criar atividade microbiana, que degrada o combustível, gera borras e satura elementos filtrantes mais rapidamente, além de prejudicar o funcionamento da bomba injetora ou bico injetor do motor diesel.

INTERFACE ÁGUA-ÓLEO DIESEL COM CRESCIMENTO MICROBIANO

Água presente no tanque provoca uma série de transtornos, como o crescimento de microrganismos que se alimentam do óleo diesel. Esses microrganismos (fungos e bactérias) só são visíveis ao microscópio e se desenvolvem entre a água e o combustível. À medida que se multiplicam, começa a surgir uma massa marrom ou preta, conhecida como “borra”. Localizada na divisa entre o diesel e a água, ou depositada no fundo do tanque, a borra causa entupimento de telas, filtros e corrosão.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Alguns cuidados podem minimizar o surgimento de problemas em seu motor em decorrência da utilização de diesel deteriorado ou contaminado:

- Abasteça sempre em postos confiáveis.

- De preferência aos postos com grande rotatividade, apesar de não ser possível determinar claramente o prazo de validade do produto vendido a granel, a degradação do diesel S-10 é constante, iniciando logo após sua produção, desaconselhável a utilização após 3 meses (recomendação Petrobrás) e 30 dias (recomendação ANP).

- O posto deve informar claramente de onde vêm seus produtos. Os postos sem distribuidora exclusiva (bandeira branca) têm que informar, em cada bomba abastecedora, qual foi a distribuidora que forneceu o combustível.

- Não fique alternando combustível diesel S-500 e diesel S-10, veículos com fabricação após 2012 é obrigatório a utilização do diesel S-10.

- Utilize um bom filtro separador de água.

- EXIJA SEMPRE A NOTA FISCAL. E não deixe de guardá-la! Ela é a prova de que você comprou naquele posto e só ela identifica o que você comprou.

Grande Abraço

T4 Clube.

#s10 #s500 #diesel

0 visualização

Contato

Sobre

O site partiu de uma iniciativa particular de Fabio Roberto, Trollerio e fã da marca, nosso site tem objetivo de facilitar a manutenção do seu Troller, reunindo em um só lugar tudo sobre o Troller e seus componentes além de matérias com  dicas de manutenção.  

Algumas marcas que aparecem em nosso site são amigos que apoiaram a iniciativa e contribuem com conteúdo ou respondendo questionamentos e dúvidas diariamente.

Ajude a divulgar

Cole um adesivo, conte para um amigo, apoie essa iniciativa.

logo T4 CLUBE BRASIL.png