Contato

Sobre

O site partiu de uma iniciativa particular de Fabio Roberto, Trollerio e fã da marca, nosso site tem objetivo de facilitar a manutenção do seu Troller, reunindo em um só lugar tudo sobre o Troller e seus componentes além de matérias com  dicas de manutenção.  

Algumas marcas que aparecem em nosso site são amigos que apoiaram a iniciativa e contribuem com conteúdo ou respondendo questionamentos e dúvidas diariamente.

Ajude a divulgar

Cole um adesivo, conte para um amigo, apoie essa iniciativa.

Depois de ficar algum tempo parado chegou o momento de fazer um passeio diferente daqueles tradicionais, onde entramos no avião e seguimos de casa direto para algum lugar programado.

 

Em função do nosso estilo de vida, optamos por uma viagem onde o destino final não seria o objetivo principal, mas sim todo o percurso de ida e volta.

 

Pesquisamos diversos roteiros e, devido às belas paisagens e características geográficas, optamos pela aventura de ir do Rio de Janeiro até Ushuaia, na Patagônia Argentina, em nosso Troller (Trovão Azul), carro que para nós não é apenas um meio de transporte mas sim uma outra opção de lazer.

Site da cidade http://www.tierradelfuego.org.ar/

Definido o destino, começamos a buscar informações sobre este tipo de viagem, tais como: roteiro a ser percorrido, custos, documentos necessários, dificuldades encontradas por quem já fez essa expedição etc.

 

Tendo em vista a profissão da minha esposa, a minha e a idade escolar dos nossos filhos, a primeira dificuldade foi conseguir conciliar nossas férias no trabalho com as férias escolares das crianças.

 

Superada essa etapa, definimos o período de 16/12/2013 a 10/01/2014 para percorrer os 11.464 KM previstos na expedição. Porém, como partiremos do Rio de Janeiro (RJ), nossa jornada iniciará em 12/12/2013 e terminará em 12/01/2014. Ao todo, iremos rodar 15.084 KM.

Para quem não sabe, Ushuaia é a cidade mais austral do mundo, situada a aproximadamente 3.500 Km de Buenos Aires e conhecida como Fim do Mundo, capital da Província da Terra do Fogo, tem pouco mais de 100 anos e está localizada à beira do Canal de Beagle.

Recebe, sem parar, turistas interessados em conhecer a Patagônia e em eco-atividades, esquiadores e snowbordistas, alpinistas e trekkers, enfim, todo tipo de gente.

Ushuaia possui uma boa quantidade de restaurantes onde são servidos pratos tradicionais da região como a centolla, merluza-negra, mariscos, pescados e também o assado de cordeiro da Patagônia. 

É uma zona franca, livre de impostos e, como possuidora de um porto livre, tem uma área de intenso comércio onde encontramos produtos do mundo todo e com excelentes preços.

Há muito o que ver e fazer na região: visitas a parques, passeios de barco, excursões ao famoso Presídio desativado, museu do fim do mundo, observação de animais e muito mais.

Roteiro

 

Nosso roteiro já está definido e todos os hotéis reservados.

 

Partiremos do Rio de Janeiro - RJ com destino a São Miguel das Missões - RS, onde iremos nos juntar a outros amigos para, então, prosseguir com a expedição. Neste primeiro trecho, pernoitaremos em Araucária - PR.

 

Os roteiros de ida e volta a serem rigorosamente cumpridos são:

IDA - RIO DE JANEIRO --> USHUAIA

 

12/12/2013
Rio de Janeiro - RJ
Araucária - PR
www.sangabrielhotel.com.br

13/12/2013
Araucária - PR
São Miguel das Missões - RS
www.tenonde.com.br

16/12/2013

São Miguel das Missões - RS
Santa Fe - ARG

 

17/12/2013
Santa Fe - ARG
Santa Rosa - ARG
www.lacampina.com

 

18/12/2013
Santa Rosa - ARG
Puerto Madryn - ARG
www.hotelpeninsula.com.ar/eng

 

20/12/2013
Puerto Madryn - ARG
Comodoro Rivadávia - ARG
www.lucania-palazzo.com

 

21/12/2013
Comodoro Rivadávia - ARG
Rio Gallegos - ARG
www.hotel-patagonia.com

22/12/2013
Rio Gallegos - ARG
Ushuaia - ARG
www.fueguinohotel.com

VOLTA - USHUAIA --> RIO DE JANEIRO

 

26/12/2013
Ushuaia - ARG
Punta Arenas - CHL
www.dahoteles.com

27/12/2013
Punta Arenas - CHL
Puerto Natales - CHL
www.hotelmartingusinde.com

29/12/2013
Puerto Natales - CHL
El Calafate - ARG
www.xelena.com

01/01/2014
El Calafate - ARG
El Chaltén - ARG
www.estancialaquinta.com.ar

02/01/2014
El Chaltén - ARG
Los Antiguos - ARG
www.antiguapatagonia.net

03/01/2014
Los Atiguos - ARG
Coyhaique - CHL

04/01/2014
Coyhaique - CHL
Esquel - ARG
www.cumbresblancas.com.ar

05/01/2014
Esquel - CHL
San Martin de Los Andes - ARG
www.hotelpatagoniaplaza.com.ar

07/01/2014
San Martin de Los Andes - ARG
Neuquen - ARG
www.landexpress.com.ar

08/01/2014
Neuquen - ARG
Santa Rosa - ARG
www.lacampina.com

08/01/2013
Santa Rosa - ARG
Santa Fe - ARG

10/01/2014
Santa Fe - ARG
Rivera - URU
www.riveracasinoresort.com

12/01/2014
Rivera - URU
Araucaria - PR
www.sangabrielhotel.com.br

13/01/2014
Araucária - PR
Rio de Janeiro - RJ.

3. Integrantes - Cuidados e Documentação

Marcus - Roberta 

Giovana - Gabriel 

Originalmente, vínhamos, há um ano aproximadamente, planejando essa viagem junto com outros amigos, porém, a medida que o tempo foi passando, as desistências começaram a ocorrer e os planos de realizar uma expedição desse porte ficaram bem próximos de serem descartados.
 

Todavia, após avaliarmos os riscos de enfrentarmos sozinhos esse desafio, decidimos arriscar e seguimos em frente com a ideia da expedição.

Sabendo disso, um casal amigo nosso, integrante do grupo de amigos que inicialmente iria viajar conosco, ao perceber que não tínhamos desistido da ideia, voltou atrás e juntou-se a nós nessa empreitada.

Com tudo acertado, chegou a hora de providenciar a documentação necessária de cada um:

- Passaporte ou carteira de identidade expedida no máximo há 5 anos;
- Permissão internacional para dirigir - PID;
- Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia contra febre amarela - CIVP.

Como no passaporte não consta o nome dos pais, para menores de 18 anos é necessário levar a carteira de identidade ou a certidão de nascimento para evitar problemas na fronteira com os países por onde iremos passar.

Atualmente, para Argentina, Uruguai e Chile, o CIVP não é um documento obrigatório, mas, segundo informações obtidas com viajantes mais experientes, nada impede que as autoridades estrangeiras possam exigir esse formulário no momento de realizar os procedimentos de imigração e acabar gerando transtornos no momento do nosso ingresso no país.

Como é um procedimento muito simples, rápido, gratuito, válido por 10 anos e serve para futuras viagens, optamos por tomar a vacina contra a febre amarela no posto de saúde e ter em mãos o referido certificado internacional.

Até o começo de 2011, o CIVP era emitido apenas pela Anvisa, entretanto, hoje, algumas unidades do SUS também já estão prestando esse serviço.

No nosso caso, tiramos o certificado no posto de saúde situado à rua Evaristo da Veiga nº 16 (Centro Especial de Vacinação Dr. Álvaro Aguiar), no centro do Rio de Janeiro, que funciona de 2ª a 6ª de 8:00h às 20:00h e, aos sábados, de 8:00h às 12:00h.

Além dos documentos obrigatórios, estamos levando:

- Remédios de uso contínuo;
- Remédios para gripe, febre, diarreia, dor de cabeça, descongestionante etc.;
- Colírio;
- Óculos de sol;
- Filtro solar;
- Hidratante;
- Protetor labial;
- Papel higiênico;
- Conjunto de segunda pele para o frio;
- Chapéu, luvas, boné e gorro;
- Bandeira do Brasil e do Fluminense para as fotos.

Quanto aos remédios, como os nomes são diferentes em cada país, é importante saber o seu princípio ativo para o caso de haver necessidade de aquisição.

Optamos por levar poucas roupas e utilizar o serviço de lavanderia existente nos hotéis.

 

Também não podemos esquecer de solicitar à operadora a liberação dos telefones celulares para uso no exterior e, junto ao banco, o mesmo procedimento em relação ao cartão de crédito.

Carro - Cuidados e Documentação

Diferente de uma viagem tradicional, entendemos que esse tipo de aventura requer cuidados especiais com o veículo que será utilizado e com a documentação necessária para entrar no Uruguai, Argentina e Chile.

 

Por isso, o Trovão Azul passará por uma manutenção bem mais rigorosa que de costume para reduzir, ao máximo, o risco de ocorrer algum problema mecânico com o carro a mais de 6.000 Km de distância de casa e, ainda por cima, em outro país onde encontrar peças para um Troller não deve ser muito fácil. 

 

No início de dezembro/2013, mês que iniciaremos a viagem, independente da quilometragem que ele esteja, será realizada a seguinte revisão:

 

- Trocar filtros de óleo, ar e combustível;

- Trocar óleo do motor;

- Trocar óleo da caixa de marchas;

- Trocar óleo da caixa de transferência;

- Trocar óleo dos diferenciais dianteiro e traseiro;

- Trocar fluído de freio;

- Trocar fluído da embreagem;

- Trocar fluído da direção hidráulica;

- Trocar fluído do radiador;

- Lubrificar as cruzetas do eixo cardan (pino);

- Engraxar os rolamentos;

- Substituir a correia do motor;

- Verificar as mangueiras do motor;

- Verificar as pastilhas de freio;

- Verificar ar condicionado;

- Verificar ar quente;

- Verificar luzes;
- Trocar a bateria do controle remoto do alarme;

- Alinhar e balancear as rodas.


Quanto a documentação necessária, uma vez que o carro está em meu nome e não encontra-se alienado a nenhuma financeira ou leasing precisei providenciar apenas o seguro Carta Verde, que é exigido para países do Mercosul, desde 01/07/1995. 

Dessa forma, a documentação necessária para o Trovão Azul é:

- DUT original, de porte obrigatório;
- Seguro Carta Verde.

Além da documentação obrigatória é importante ter no carro:

- 2 Triângulos (obrigatório);
- 1 Cambão ou cabo de aço com ganchos nas extremidades (obrigatório);
- 1 Kit de primeiros socorros (obrigatório);
- Correntes para as rodas - cadenas;

- Adesivo para conter trincas no pára-brisa;

- Cópias extras da chave do carro;
- GPS atualizado com os mapas do Brasil, Argentina, Chile e Uruguai;
- Carregador veicular para celular, GPS e outros dispositivos, com saída USB;
- Lâmpadas extras para reposição;
- Fusíveis;
- Filtros extras de ar, óleo e combustível, pois teremos que fazer 1 troca;
- Correia do motor;
- Conjunto mínimo de ferramentas.


De acordo com informações colhidas com outras pessoas que já realizaram essa expedição, para evitar problemas com a polícia estrangeira, o carro não deve ter nada que ultrapasse seus limites originais de fábrica, logo, serão retirados o guincho, o quebra-mato, os faróis de milha, o engate para reboque e recolocadas as rodas originais para que os pneus não fiquem para fora dos pára-lamas.

Os mapas para GPS podem ser obtidos gratuitamente nos sites www.tracksource.org.br e www.proyectomapear.com.ar.

1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - 8 - 9

logo T4 CLUBE BRASIL.png